domingo, 11 de setembro de 2016

PARABÉNS BELO JARDIM - LUIZA PINTO MOURA

Cidade calma de um povo hospitaleiro
Nascia assim Belo Jardim, há 88 anos
Cortando o cordão umbilical
De dependência de Brejo da Madre de Deus

Belo Jardim, Belo Jardim!!

És de um céu cheio de luz
Protegida por Deus
Avante! Avante!
Parabéns e muita paz!


Luiza Pinto Moura,setembro, 2016

O AMANHÃ- LUIZA PINTO MOURA

De repente o ontem se fez longe
E o amanhã
Chegando à galope

Para acompanhá-lo precisas viver
Na plenitude da vida
Com humildade, paz e caridade

Somente assim encontrarás a felicidade
Doando-se por inteiro
E compartilhando o novo dia

Que a paz está em  todos
Os momentos que trabalhares
Na comunhão do bem

Luiza Pinto Moura, Setembro, 2016


sexta-feira, 2 de setembro de 2016

RASCUNH0 -LUIZA PINTO MOURA

 Às vezes gosto de escrever...
escrevo rio,escrevo mar,
escrevo sol, escrevo lua
Quer comprovar?

Às vezes também sei rabiscar
Rabisco isso, rabisco àquilo
Rabisco poste, casa ou pedra
Quer comprovar?

Às vezes gosto de pintar
Pinto dia, pinto noite
Pinto alegria, pinto flores, pinto gente
Quer comprovar?

Seu menino, não queira duvidar...

Luiza Pinto Moura, Setembro, 2016





quinta-feira, 28 de julho de 2016

VALORES DA ALMA - LUIZA PINTO MOURA

Somos almas errantes
E buscamos nos reencontrar
Num turbilhão de recomeços
Muitas das existências na purificação
Que refletem em nossas vidas
Paz, solidariedade e esperança
De dias melhores junto a quem amamos
Somos aquilo que vivenciamos
Sejamos luzes para nossos semelhantes
Espalhemos paz e palavras de conforto
Praticando a caridade e evagelização.

Luiza Pinto Moura, Julho,2016

sexta-feira, 17 de junho de 2016

SEM PALAVRAS - LUIZA PINTO MOURA

Sem palavras para decodificar
 A insensatez dos homens
Que acusam sem motivos
Que maltratam os seus semelhantes

Sem palavras para decodificar
As agressöes sofridas pelos desvalidos
Quisera que a paz vencesse a guerra
E que os homens se tratassem como irmãos

Luiza Pinto Moura, Junho,2016

ONTEM -LUIZA PINTO MOURA

Ontem é saudade
De muitos momentos
Perdidos no hoje

Ontem vivenciamos a alegria
Da idade de adolescentes
Que não buscamos no hoje

Ontem sonhavámos com à liberdade
De adultos experientes
Que realizamos no hoje

Luiza Pinto Moura, Junho,2016




segunda-feira, 6 de junho de 2016

MORTE OU VIDA-LUIZA PINTO MOURA

Olhar e sentir
O corpo e alma
No desprender da vida

Para alguns a vida acabou
Para outros a vida continua
Na eternidade

A alma torna-se livre
No desprender do corpo
A vida continua além da vida
                                                   

Morte ou vida que talvez seja o segredo
Que muitos buscam comprender
Desprendimento e nova existência

Luiza Pinto Moura, Junho,2016