terça-feira, 28 de agosto de 2012

PARAFRASEANDO - O MENINO E O SÁBIO




Certo dia um menino saiu para fazer um passeio e encontro um pássaro, imediatamente o apreende, pois que levá-lo para questionar um sábio.

Chegando às montanhas encontrou -o orando e chama-lhe para conversar. O sábio para suas orações e vem dar atenção ao menino  que pensa: “se ele disser que está vivo, eu apertarei as mãos até que ele morra, mas se disser que está morto abrirei minhas mãos e o soltarei Depois coloca as mãos para trás e pergunta:

-O que eu tenho em minhas mãos?

O sábio medita e medita, depois responde:

-É um pássaro, e a vida dele, está em suas mãos.Se você o apertar ele morrerá, mas se você o soltar ele voltará à natureza. Assim mesmo é a vida, se você fizer boas ações terá uma boa vida, caso contrário os resultados serão desastrosos, porém lembre-se o amanhã depende de Deus.
O menino sai cabisbaixo e envergonhado, mas o pássaro voou para seu refúgio.

(Parafraseando o texto de um autor desconhecido - Luiza Pinto Moura, Agosto,2012)



terça-feira, 21 de agosto de 2012

SEMANA DO FOCLORE NA SALA DE AULA - TRAVA-LÍNGUAS - DONINODONINO

PESQUISA REALIZADA PELOS ALUNOS DOS SEXTOS ANOS - 2012


O QUE SÃO TRAVA-LÍNGUAS?
 
Podemos definir os trava línguas como frases folclóricas criadas pelo povo com objetivo lúdico (brincadeira). Apresentam-se como um desafio de pronúncia, ou seja, uma pessoa passa uma frase díficil para um outro indíviduo falar. Estas frases tornam-se difíceis, pois possuem muitas sílabas parecidas (exigem movimentos repetidos da língua) e devem ser faladas rapidamente. Estes trava línguas já fazem parte do folclore brasileiro, porém estão presentes mais nas regiões do interior brasileiro. 

LEITURA DOS TRAVA-LÍNGUAS


Exemplos de Trava Línguas (devem ser falados rapidamente sem pausas)

Pedro tem o peito preto, O peito de Pedro é preto; Quem disser que o peito de Pedro é preto, Tem o peito mais preto que o peito de Pedro.


.
 Um ninho de mafagafos, com cinco mafagafinhos, quem desmafagafizar os mafagafos, bom desmafagafizador será. 


 O rato roeu a roupa do rei de Roma.


 Três pratos de trigo para três tigres tristes.

A vida é uma sucessiva sucessão de sucessões que se sucedem sucessivamente, sem suceder o sucesso...


 O Tempo perguntou pro tempo quanto tempo o tempo tem, o Tempo respondeu pro tempo que o tempo tem o tempo que o tempo tem.

A aranha arranha a jarra, a jarra arranha a aranha; nem a aranha arranha a jarra nem a jarra arranha a aranha.

Um sapo dentro do saco
O saco com o sapo dentro
O sapo batendo o papo
E o papo cheio de vento
 
 Farofa feita com muita farinha fofa faz uma fofoca feia.

É crocogrilo? É cocodrilo?
É cocrodilo? É cocodilho?
É corcodilho? É crocrodilo?
É crocodilho? É corcrodilo?
É cocordilo? É Jacaré?
Será que ninguém acerta
O nome do crocodilo mané?  



 
 Maria-mole é molenga,
Se não é molenga,
Não é maria-mole.
É coisa malemolente, nem mala, nem mola,
nem maria, nem mole




 A sábia não sabia
que o sábio sabia
que o sabiá sabia
que o sábio não sabia
que o sabiá não sabia
que a sábia não sabia que o sabiá sabia assobiar. 

Bom dia ! Divirtam-se!

Profª Luiza Pinto Moura -6º SEXTOS ANOS, 2012 

SEMANA DO FOLCLORE NA SALA DE AULA - DONINO

PRODUÇÃO TEXTUAL

AMARELINHA  (ACADEMIA)


Para brincar de Academia você chama uma colega e faz um risco no chão, depois joga uma pedrinha ou mesmo uma casca de banana e sai pulando, tem dois cabeções, um é o céu outro o inferno então quem alcançar o céu primeiro será a vencedora.
Emilly, 6º ano B 


 
Uma criança segura uma ponta da corda e a outra segura do outro lado e outas ficam pulando de um lado para outro
Jhennifer Mayelly; 6º ano B




 ESCONDE-ESCONDE


 Para brincar de se esconder você chama seus colegas e escolhe um que ficará tocaiando que os outros se escondam, depois ele procura e quem ele encontrar primeito ficará no lugar dele.
 José Zito, 6° ano B



 CORRIDA DE SACO


A corrida de saco você  se junta com mais meninos e entram em sacos, marca a corrida.O vencedor será aquele que chegar na reta final.
Hugo Flávio, 6º ano B


ELÁSTICO
Basta três crianças e um elástico que a gente prende nas pernas e a outra criança pula, muitas vezes, mas quem ficar enganchada no elástico, sai fora.



- Relembrando brincadeiras de crianças, o aluno fará uma imagem associada ao tipo de brincadeira que ele irá relatar.(LIVRE ESCOLHA)

Bom dia!
Profª Luiza Pinto Moura, 6º Ano, 2012

sábado, 18 de agosto de 2012

Uma Paixão Pra Santinha - JESSIER QUIRINO

Xanduca de Mané Gago
Tinha querença mais eu
Me vestia de abraço
Bucanhava os beiço meu
Era aquele tirinete
Parecia dois colchete
Eu in nela e ela in nêu.
No apolegar das tetas
Nos chamego penerado
Nas misturação das perna
Nos cafuné do molengado
Nos beijo mastigadinho
Nos açoite de carinho
Nós era bem escolado.
Era aquele tudo um pouco
Era aquela amoridade
Mas faltava na verdade
Sensação de friviôco
Um querer, uma pujança
Daquela que dá sustança
Na homencia do cabôco.
No dia que`u vi Santinha
Sobrinha do sacristão
O bangalô do meu peito
Se enfeitou feito um pavão
Foi quando esqueci Xanduca
Sem mágoa sem discussão
Pois vimos que nós só tinha
Uma paixãozinha mixa
Uma jogada de ficha
Uma piola de paixão.
Santinha é a indivídua
Que misturou meu pensar
Que me deixou friviando
Sem nem sequer me olhar
Matutinha aprincesada
Mulher de voz aflautada
Olhosa de se olhar
Fulô de beleza fina
É a tipa da menina
Que se deseja encontrar.
Mas Santinha é quase santa
Nem percebe o meu amor
Não tem na boca um pecado
Tem o beicinho encarnado
Pintado a lápis de cor
Só tem olhos pra bondade
Mas não faz a caridade
De enxergar um pecador.
Ah! se eu fosse um monsenhor
Um padre, um frei, um vigário
Eu achucalhava os sino
De riba do campanário
Eu abria o novenário
Eu enfeitava um andor
Botava ela impezinha
Feito uma santa rainha
Padroeira dos amor.
Arranjava um pedestal
Um altar um relicário
Chamava todas carola
Chamava todo igrejário
E dizia em toda altura
Com voz de missionário:
Oh! minha santa Santinha!
Tire este manto celeste
Saia deste relicário
Olhe pra mim e garanta
Que vai deixar de ser santa
Que`u deixo de ser vigário!
 Jessier Quirino
Jessier Quirino me encanta, encontrei essa, lá no blog da Maria Dapaz
Luiza Pinto Moura

terça-feira, 14 de agosto de 2012

DEGRADAÇÃO DO HOMEM - MEU DEUS, AONDE VAI PARAR ESSA MASSA?



Os seres humanos tais quais sementes são germinados em terra fértil programados para uma evolução, mas com compromisso de cada momento seguir pela trilha do bem, essa é a lei da vida. Vemos em cada momento gente agredindo gente. Gente agindo de forma estranha, pior que os animais. Se encrencando com a própria sorte, transfigurando os parâmetros da bestialidade.

Muitas vezes analiso passado, presente e temo o futuro: Recordo-me da minha época de Escola, como estudante, nossos pais compravam oito ou mais livros, cadernos, lápis, borrachas, lanche, lancheiras, bolsas e até o fardamento. Éramos comprometidos a estudar e saber na verdade responder questionários de diferentes disciplinas. Na realidade hoje o Governo repassa tudo isso para os alunos e eles não querem nem pensar, que é a coisa mais simples. E a culpa recai sobre nós os educadores, mas aonde foi parar a Educação doméstica? Resumiu-se no Bolsa Família? Misericórdia!

Os alunos sabendo que para concluírem uma série de atividades precisarão: estudar, fazer os exercícios, as pesquisas e assistirem todas as aulas possíveis, mas não querem nem saber. E os pais muitos menos, pois colocam os filhos nas Escolas com se fosse depósitos de "GENTE". Porém a culpa sempre recai sobre os Educadores, e são avaliados até pelo aluno que se evadiu e não deixou nenhum itinerário.

Acredito que os governantes deveriam fazer uma política pública atrelada ao Bolsa Família para educarem os pais, somente assim a Educação tomaria jeito, os filhos são reflexo da convivência.A escola não poder ocupar todos os deveres que são do Estado e da própria Família.

Simplesmente fico triste com a degradação do homem, pois esse homem sou eu...
Profª Luiza Pinto Moura

sábado, 11 de agosto de 2012

POEMA - PAI - FELIZ DIA DOS PAIS, BELO JARDIM!


PAI
A saudade abala meu coração
E transformo este momento em oração
Que seja de bálsamo para sua vida
Na sua nova jornada

Pai
Recordo o seu sorriso
Que me dava ânimo para caminhar
E voltar logo para casa
E ficar mais tempo na sua companhia

Pai
Oro ao Pai celestial
Que ilumine  seu novo lar
Que possa a cada instante
Abençoar sua nova vida

Pai
Somente sinto sua presença
Em todos os momentos da minha vida
E agradeço a oportunidade
De ser sua filha e receber tanto carinho

Pai
Deus o abençoe e proteja
Por toda eternidade
Com amor e afeto dos seus
Que muito o ama.
(Luiza Pinto Moura, Agosto, 2012)

DIA 11 DE AGOSTO - DIA DO ESTUDANTE - PARABÉNS

"Estudar é conhecer mundos diferentes
Tempo de novidades e descobertas a cada dia
Tempo de alegria a cada hora
Tempo de se preparar para a vida"
Parabéns a você, estudante!
Professores: Nides e Luiza Pinto Moura