sábado, 31 de março de 2012

ESCOLA PROF. DONINO PISA NO SOLO DO TEATRO DA PAIXÃO - I PARTE - COM LUIZA PINTO MOURA


Ao pensar na possibilidade de uma aula-passeio, não deu outra: NOVA JERUSALÉM CONVIDA-(Quem dera poder levá-los para assistirem ao espetáculo!) conversei com as turmas, as quais ensino, mas esperei a resposta dos pais Mas como levar os alunos? Então solicitei do Diretor da Escola um ofício endereçado ao Secretário de transporte da Prefeitura que o encaminhou ao prefeito Marco Antonio.. Enfim o TRANSPORTE ESCOLAR - 56 alunos inscritos, apenas 16 compareceram, mais uma mãe, três estagiários, Professor. Thiago e Severino que trabalha na disciplina da escola e EU. Esperamos até ás oito horas por algo que justificasse a desistência. 
 Os alunos sabiam que a visitação ao Teatro ficaria por R$5,00 e mais 5,00 para um eventual lanche ou algo parecido. No dia anterior disse-lhes que viessem com ou sem dinheiro, pois talvez existisse devolução desse montante. Pena, que eles não acreditaram....

A aula- passeio foi maravilhosa, pude observar jovens que ensinei na 5ª série, dando explicação aos demais como professores-estagiários da FABEJA. (Faculdade de Formação de professores de Belo jardim) Isso foi por demais gratificante!

Primeiro  visitamos o Parque das Esculturas, em seguida o Teatro, depois fomos as compras na própria estrutura enquanto feirinha típica.Alguns compraram lembranças para os pais e para eles mesmos.


Ao retornarmos viemos por Caruaru e almoçamos numa grande Churrascaria. Os valores? Ficaram por conta do aumento no salário da professora, que assim cumpriu mais uma etapa de final de semana, pensando o quanto é divino as fases do saber e do conhecer. E por tudo isso:


 Agradece a Deus, aos pais, aos alunos pelo comportamento exemplar e a todos que tornaram possível este dia.
Bom Domingo!
Muita paz!
Profª: Luiza Pinto Moura

quarta-feira, 28 de março de 2012

MORREU O CARTUNISTA E ESCRITOR MILLÔR FERNANDES

Viver é desenhar sem borracha (Millôr Fernandes)

O escritor e cartunista carioca Millôr Fernandes morreu, às 21h desta terça-feira (27), em casa, no bairro de Ipanema, na Zona Sul do Rio de Janeiro. Segundo Ivan Fernandes, filho do escritor, ele teve falência múltipla dos órgãos e parada cardíaca.
Millôr tinha dois filhos, Ivan e Paula, e um neto, Gabriel. Ele foi casado com Wanda Rubino Fernandes. De acordo com sua certidão, Millôr nasceu no dia 27 de maio de 1924, embora ele dissesse que a data correta era 16 de agosto do ano anterior.
De acordo com a família, o velório está marcado para esta quinta-feira (29), das 10h às 15h, no Cemitério Memorial do Carmo, no Caju, na Zona Portuária do Rio. Em seguida, o corpo será cremado numa cerimônia só para a família.


segunda-feira, 26 de março de 2012

HÁ 22 ANOS ACABAVA UMA GREVE DE PROFESSORES DO GOVERNO ARRAES E ERA O INICIO DA MINHA CARREIRA


No momento em que professores estava em Greve, o governador Miguel Arraes chamou os concursados e, eu claro, fui um destes, que a 22 anos lá do túnel do tempo, assumia uma turma de Primeira Série (150h/a) justamente no final desta GREVE. Neste tempo nascia o SINTEPE (Sindicato dos Trabalhadores de Pernambuco).

Iniciei minha carreira profissional como titular na Escola Profª Maria Galvão, sendo convidada pela Profª Bernardina Araújo, que na época era Educadora de Apoio daquela escola. Quantas boas lembranças!

Não sou professora por acaso, sou  professora por vocação, gosto do que faço e quando assumo uma turma quero sempre o melhor para eles e para escola a qual trabalho.

Neste instante, agradeço a Deus por essa oportunidade
Obrigada, meu Deus!
Profª Luiza Pinto Moura

sexta-feira, 23 de março de 2012

AS TRÊS PENEIRAS - MOMENTO DE REFLEXÃO




Olavo foi transferido de projeto. Logo no primeiro dia, para fazer média com o novo chefe, saiu-se com esta:

- Chefe, o senhor nem imagina o que me contaram a respeito do Silvio. Disseram que ele... 

Nem chegou a terminar a frase o chefe, Juliano, apartou:
 
- Espere um pouco, Olavo. O que vai me contar já passou pelo crivo das três peneiras?
 

- Peneiras? Que peneiras chefe?
 

- A primeira, Olavo, é a da
 VERDADE. Você tem certeza de que esse fato é absolutamente verdadeiro? 

- Não. Não tenho. Como posso saber? O que sei foi o que me contaram. Mas eu acho que...
 

E, novamente, Olavo é interrompido pele chefe:
 
- Então sua história já vazou a primeira peneira. Vamos então para a segunda peneira, que é a da
BONDADE. O que você vai me contar, gostaria que os outros falassem ao seu respeito? 

- Claro que não! Deus me livre, chefe! - Diz Olavo, assustado.
 
-Então, - continua o chefe- sua história vazou a segunda peneira. Vamos ver a terceira peneira, que é
 da NECESSIDADE. Você acha mesmo necessário me contar esse fato ou mesmo passá-lo adiante? 

- Não chefe. Passando pelo crivo destas peneiras, vi que não sobrou nada do que eu iria contar.

Olavo foi  surpreendido:
 
- Pois é Olavo! Já pensou como as pessoas seriam mais felizes se todos usassem essas peneiras?-Diz
 o chefe sorrindo. -Da próxima vez que surgir um boato por aí, submeta-o ao crivo dessas três peneiras: 
VERDADE - BONDADE - NECESSIDADE
, antes de obedecer ao impulso de passá-lo adiante, porque: 

Pessoas inteligentes falam sobre idéias! 
Pessoas comuns falam sobre coisas! 
Pessoas medíocres falam sobre pessoas!
(Autor desconhecido)

Às vezes nos deparamos com situações parecidas então, se calarmos fará com que nosso amigo entenda que naquele instante o silêncio prevaleceu...


Bom final de semana!
Muita Paz!
Luiza Pinto Moura

sábado, 17 de março de 2012

PARA NÃO ESQUECER - LUIZA PINTO MOURA


As lembranças se misturam em sua mente
Tempo passado ou tempo presente?

As lembranças se movem em sua mente
O tempo é esse ou o tempo já passou?

As lembranças se misturam em sua mente
Pessoas queridas ou pessoas esquecidas?

As lembranças se movem em sua mente
Aquele do espelho é ele ou sou eu?

As lembranças se misturam em sua mente
Tempo passado ou tempo presente?

As lembranças se movem  em sua mente
O tempo para ou segue com a gente?

As lembranças se misturam em sua mente
Temos o tempo passado ou tempo presente?

As lembranças se movem em sua mente
Onde estará o tempo que chamamos de futuro?

Luiza Pinto Moura, Março de 2012


quinta-feira, 15 de março de 2012

MANCHETE DO DIA - JORNAL DO COMMERCIO - GREVE NACIONAL


"ESTADO CORTA PONTO DO PROFESSOR"
Governo diz que já vai pagar piso este mês e descontará dias parados de quem aderir a GREVE
JC -  Jornal do Commercio, quinta- feira, 15 de Março de 2012


EDUCAÇÃO NO JORNAL DO COMMERCIO- GREVE - SINTEPE - MARÇO 2012


EducaçãoPDFImprimirE-mail
Notícias Saiu na mídia
Escrito por Assessoria de Imprensa   
Qua, 14 de Março de 2012 09:17

Veículo: Jornal do Commercio
Editoria: Cidades
Data: 14/03

Modelo ultrapassado.

Não haverá aula hoje, amanhã nem sexta-feira para milhares de alunos brasileiros que estudam em escolas públicas. Professores vão às ruas reivindicar o pagamento do piso salarial do magistério, que conseguiram aprovar, com muita luta, em julho de 2008. Depois de quase quatro anos, o salário mínimo ainda é um sonho frustrado para a maioria dos mestres.

Mais que exigir melhores salários, os docentes pretendem chamar a atenção para a necessidade urgente de a educação de qualidade sair do discurso para a prática. Porque não adianta dotar escolas com computadores e tablets quando faltam, por exemplo, papel para imprimir as provas ou água potável para beber.

Que os motivos da greve são legítimos não se questiona. O problema é o modelo de reivindicação. Greves, passeatas e atos já não convencem. O desafio é mobilizar estudantes, pais de alunos e a sociedade para a causa, sem precisar deixar de dar aula.

Opinião

“Embora o pleito dos docentes seja justo, pois implica diretamente melhoria da qualidade do ensino ofertado aos pernambucanos, cujas deficiências são combatidas de forma ineficaz pelo Executivo, greves como essa prejudicam ainda mais os alunos, que já sofrem com falta de professor, alto número de docentes temporários e o não cumprimento dos 200 dias letivos, com prejuízos irremediáveis para o aprendizado”, Eleonora Rodrigues, promotora de Educação

“É justa a reivindicação dos professores por melhores salários. Concordo com a paralisação nacional. Não pode haver desenvolvimento econômico sem fortalecimento da educação, sem ensino de qualidade, principalmente no atual momento de crescimento que o Brasil está vivendo”, Inácio Feitosa, presidente da Comissão de Direito à Educação da Ordem dos Advogados do Brasil-PE

Pelo mundo

Luxemburgo, um pequeno país da Europa, paga a um professor em início de carreira, na educação básica, um dos melhores salários do mundo. Por ano, um docente recebe US$ 51.799. A Suíça também remunera bem seus mestres: US$ 48.853 anuais (Fonte: OCDE, 2009).

Cobrança

Os prefeitos de Trindade, Itaíba, Gravatá, Belo Jardim, Santa Cruz, Santa Filomena e Ouricuri foram notificados pelo Ministério Público Estadual. Têm 60 dias para reajustar os salários dos professores com o novo piso do magistério, retroativo ao mês de janeiro.

Concurso

A UFPE está com inscrições abertas para concurso que vai selecionar 44 professores (40 para Recife e 4 para Caruaru). Os salários variam de R$ 2.518,30 a R$ 7.333,67. Mais informações no edital disponível no site www.ufpe.br.

Secretaria garante pagamento

Salários dos professores que participaram ano passado do Programa Aprender Mais, do governo estadual, já foram pagos.

Prevupe oferece 6.300 vagas

Pré-vestibular gratuito está com inscrições abertas até domingo (www.upenet.com.br). Haverá aulas em 25 cidades.

Nota zero

Para as prefeituras e Estados que não permitem que os professores reservem um terço da carga horária para preparar aulas, corrigir provas e elaborar atividades de ensino, como determina a lei do piso salarial do magistério.

Com a palavra, o leitor

Escola em obras

“Enquanto estradas, viadutos, estádio são construídos a todo vapor, alunos e professores da Escola Estadual Supervisora Mirian Seixas, em Prazeres, Jaboatão, não aguentam mais trabalhar e estudar em condições precárias. Reivindicamos a conclusão da obra”, Geraldo Dantas.


 

quarta-feira, 14 de março de 2012

INFORMATIVO SOBRE A GREVE NACIONAL - SINTEPE - EM CARUARU O ENCONTRO FOI NA ESCOLA ESTADUAL


Trabalhadores em educação do estado  reuniram-se na Escola Estadual de Caruaru  na manhã desta quarta-feira (14), para debaterem sobre a Lei Nacional do Piso. O evento foi organizado pelo Sindicato dos Trabalhadores em Pernambuco (SINTEPE - Representantes do SINTEPE de Caruaru.), em parceira com a Central Única dos Trabalhadores em Pernambuco (CUT-PE), Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) 




 Com a palavra a Professora Elisângela Coelho que explanava sobre os motivos pelos quais o SINTEPE aderiu a GREVE NACIONAL, mesmo quando o Governo do Estado assegurava pagar o aumento já neste mês com retroativo a Janeiro de 2012. Professores de Caruaru  e de cidades vizinhas estiveram presentes nesta assembleia
.



 A GREVE é temporária contando-se os  dias 14,15, e 16 de Março com o intuito de reivindicar do Governo Federal:


Ø  Pagamento do piso Nacional do Magistério por todos os Estados e Municípios, com o cumprimento integral da Lei Federal Nº 11.738, que vincula o Piso Salarial Profissional Nacional à  carreira do Magistério;
Ø  Manutenção do reajuste do Piso Salarial baseado no custo-aluno do Fundeb  e não no Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), como querem governadores e prefeitos.
Ø  Aumento dos investimentos em Educação, com aplicação de 10% do Produto Interno Bruto (PIB) na área Educacional. Ano passado ficou em torno de 5%.
Ø  Aprovação do novo Piso da Educação Nacional;
Ø  Implementação da Gestão Democrática em todas as Escolas e os Sistemas de Ensino

“A GREVE não é apenas para cobrar o Piso e sim exigir mais investimentos em Educação. Professor deveria ser uma das profissões mais bem pagas do País” – Justificou o Presidente do Sindicato dos Trabalhadores de Pernambuco (SINTEPE), Heleno Araújo, ao Jornal do Commercio.

Amanhã e sexta-feira haverá:

Ø  Panfletagem com carro de som no Recife, Região Metropolitana e Interior.


Avante, SINTEPE!

Prof ªLuiza Pinto Moura

SINTEPE INFORMA - LEI DO PISO E DEBATIDA NA OAB-PE

Lei do Piso é debatida no auditório da OAB-PE

PDF Imprimir E-mail
Notícias - Destaque
Escrito por Everson Teixeira   
Qua, 14 de Março de 2012 12:16
Evento organizado pelo Sintepe lotou auditório da OAB, no Recife. Debate fez parte das ações da mobilização que acontece em todo o país.

Dezenas de trabalhadores em educação do estado lotaram o auditório da Ordem dos Advogados do Brasil seccional Pernambuco, no Recife, na manhã desta quarta-feira (14), durante um debate sobre a Lei Nacional do Piso. O evento foi organizado pelo Sindicato dos Trabalhadores em Pernambuco (Sintepe), em parceira com a Central Única dos Trabalhadores em Pernambuco (CUT-PE), Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) e OAB-PE.

O debate foi aberto pela Deputada Estadual Teresa Leitão que, em seu discurso, apoiou a paralisação promovida pelos trabalhadores. “A mobilização é legítima, pois devemos lutar por uma educação de qualidade. Para isso, é necessário investimentos como a utilização dos 10% do PIB para o ensino no país. Se isso não for feito, as metas do Plano Nacional da Educação não serão alcançadas”, ressaltou. Após o breve discurso, a parlamentar seguiu para a Assembleia Legislativa de Pernambuco, onde participou da votação do projeto de lei que autoriza o reajuste de 22,22% para os professores do estado. 

A paralisação dos trabalhadores em educação também foi apoiada pelo presidente da OAB-PE, Henrique Mariano. Na opinião dele, a profissão do professor é uma das mais nobres e deveria ser valorizada. “Apesar de pertencermos a uma entidade que deve defender os direitos dos advogados, a OAB tem a obrigação de participar de todas as ações que envolvam o bem estar da sociedade. Ser professor é nobre, no entanto, não vemos uma valorização desses profissionais. Por isso, a Ordem apoia a greve nacional, pois não há nada mais justo do que a busca por melhores condições de trabalho”, discursou.

Sobre as críticas que o Governo do Estado fez sobre a mobilização em Pernambuco, o Presidente do Sintepe, Heleno Araújo, afirmou que o Estado deveria aderir à greve e não ser contrário a ela. “Quando Ministério da Educação aprovou o reajuste de 22,22%, uma comissão formada por prefeitos e governadores, incluindo representantes do Governo de Pernambuco, foi à Brasília para pedir verba, pois justificaram que não teriam como pagar o salário aos professores. Agora, nós estamos pedindo para que o Governo Federal invista mais na educação, com 10% do PIB e 50% do Fundo Social do Pré-Sal, e o Governo do Estado não participa dessa mobilização. Ou seja, o governo tem uma posição muito incoerente”, explicou.

Mobilização

Até a próxima sexta-feira (16), cerca de 35 mil trabalhadores em educação da rede estadual participam da greve nacional, que exige o cumprimento integral da Lei Nacional do Piso do Magistério. Os trabalhadores lutam para que 10% do Produto Interno Bruto (PIB) sejam empregados na Educação e 50% do Fundo Social do Pré-sal sejam investidos no desenvolvimento científico e tecnológico do Brasil. A greve exige ainda a aprovação do Plano Nacional da Educação (PNE) e a valorização do plano de cargos e carreira. Em Pernambuco, a paralisação é realizada na rede municipal de pelo menos 28 municípios, todos atendidos pelo Sintepe

terça-feira, 13 de março de 2012

DESABAFO DE UMA PROFESSORA - LUIZA PINTO MOURA

Além de salas superlotadas, a indisciplina que predomina... Crianças que acreditam que estão em um Jardim de Infância, as brincadeiras são constantes, as atividades inacabadas e a responsabilidade dos pais que fica a deriva.

Alguns pais apareceram no primeiro dia de aula, outros que nem se quer sabem em que turma seus filhos estudam... E a bola de neve está se formando.

Durante este ano fiquei com turmas de 6º e 7º anos, acreditem existe crianças  de 11 aos 15 anos em uma mesma sala. Alunos do 7º ano com palavrões, gestos obscenos. Hoje passo quase uma aula dando lições de vida para tentar explanar uma aula com dignidade.

As meninas dançando o “ENFICA” e os meninos dizendo tudo que passa nas mentes de aprendizes de uma geração sem controle e sem pudor. Então paro minha aula e trabalho tentando mantê-los calmos e mais informados sobre educação, sexualidade e ética. O que posso o que não posso... Qual tipo de comportamento deve ser usado para cada momento...e muito mais. Porém se na televisão, nas ruas, muitas vezes, até nos próprios lares eles tem esses comportamentos  (e convivência), como modificá -los? 

Quando inicie  minha carreira de professora perguntavam-me quanto tempo nós passávamos dando lições de vida, a resposta era no máximo 20 minutos. Hoje responderia mais de uma hora e não vejo um resultado que satisfaça. Meu Deus, que geração estará sendo formada para um tempo vindouro? Misericórdia, Senhor!

Ser professor é ter uma responsabilidade que não se compra não se vende, nem tão pouco se encontra com facilidade. Estes relatos são mínimos acontecimentos, de acordo com relatos que a Mídia apresenta todos os dias em nosso país ou mesmo no exterior.

Até o final do ano o compromisso é grande para transformá-los em protagonistas de um grande futuro, mas valerá apena!
Prof ªLuiza Pinto Moura

segunda-feira, 12 de março de 2012

SINTEPE AVISA:EDUCADORES ESTARÃO EM GREVE NOS DIAS 14,15 E 16 DE MARÇO

Educadores estarão em greve nos dias 14,15 e 16 de março PDF Imprimir E-mail
Notícias - Destaque
Escrito por Anna Maria Salustiano   
Seg, 12 de Março de 2012 09:42

A atividade será realizada com intuito de exigir o cumprimento da Lei Nacional do Piso do Magistério.
Além de pressionar para que a Lei seja aplicada na íntegra, os 10% do PIB também será reivindicado. Aprovada em 2008, a Lei foi criada para valorizar os profissionais em educação e melhorar o ensino em todo o país. Além do Piso Salarial está previsto que um terço da carga horária seja destinada a trabalhos extraclasses.
Na opinião do presidente da CNTE Roberto Leão existe muita resistência de governadores e prefeitos em aplicar efetivamente a lei. "Eles aplicam da maneira que eles acham conveniente para eles e temos uma enormidade de maneiras de aplicar o Piso. A nossa luta é para que a gente consiga padronizar no Brasil, que é isso que a Lei determina, que a Lei quer, é uma maneira desse Piso estar funcionando".
No estado, o Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Pernambuco (Sintepe) promove uma série de atividades:
14/03 – Debate sobre o Piso Salarial, às 9h, no Teatro da OAB e às 14h, ato público com passeata, em frente a Alepe. 

15/03 – Durante o dia, panfletagem com carro de som no Recife, na Região Metropolitana e no interior do Estado. 
Às 9h, no Sintepe, debate: Educação e Mulher, . 
Às 19h, no Sindicato dos Bancários, Lançamento do Livro “Latifúndio Midiota”, do Jornalista Leonardo Severo. 

16/03 – Durante o dia, panfletagem com carro de som em Recife, na Região Metropolitana e no interior do Estado.

http://www.sintepe.org.br/index.php?option=com_content&view=article&id=2052:greve-nacional-&catid=40:noticias

sábado, 10 de março de 2012

ESPIRITÍSMO - ALCYMAR MONTEIRO


Quem não vive para servir
Também não serve para viver
Que não saber se encontrar
Na vida pode se perder
Quem não sabe o que é partir
Desconhece o renascer
Quem não nasceu pra se dar
Não merecer receber

Fraternidade
 Igualdade, liberdade
Humanidade,
 Bondade, sinceridade
Muita gente não consegue entender
Que um dia a gente morre para renascer

Reencarnar
É rebuscar a perfeição
É perdoando
Que se consegue o perdão
É se doando
Que se busca a doação
O espirítismo
É mais que uma religião

Tente conversar consigo mesmo
Tente perguntar para o seu eu
Quanto tempo tem o tempo dessa vida
E quantas vidas você já viveu

(Alcymar Monteiro - Chico Brasil Xavier- Ed. Ingazeiras Edições)
Escutando e meditando  fazemos  bem ao coração e a nossa alma. 
Muita Paz, Amigos(as)!
Profª Luiza Pinto Moura

quinta-feira, 8 de março de 2012

POEMA MULHER - LUIZA PINTO MOURA


É loira, morena, branca,
Índia, negra, parda,
Mãe, filha, nora, avó...

É sogra, prima, afilhada,
 Namorada, noiva, esposa,
  Amiga, amante, concubina...

É querida por ser mulher
Que sonha, deseja, ama, cria
Procria, amamenta... Recria

É força, garra, coragem,
Paixão, desejo, união
Razão, semente e emoção

É mulher...
Luiza Pinto Moura, Março, 2012
PARABÉNS, MULHER! - 08 DE MARÇO DIA INTERNACIONAL DA MULHER

terça-feira, 6 de março de 2012

ROUQUIDÃO - SALA DE AULA É REMÉDIO?

DONINO - FAÇO PARTE  DESTE CONTEXTO SOU PROFESSORA

O ano letivo mal começou e a voz teima em sumir. Fico a questionar como é fácil diagnosticar e assumir postura categórica: “Não tem motivo para readaptação" - Colírio nos olhos dos outros é refresco, Doutora T.haís! (Responsável pela perícia médica do IRH)

Agora em Março está completando 22 anos que assumi o cargo de Professora Estadual, imagine quantas pessoas já passaram pela minha vida, partilhando momentos bons e momentos ruins. Alunos que foram construtores da minha vida profissional, tratando-me de forma carinhosa e poucos de forma rude ou  com malcriação. A todos eles: Muito obrigada, pela oportunidade de ser tudo que sou, uma profissional que gosta do seu trabalho e o faz  de boa vontade

O  reencontro com a sala de aula foi proveitoso, sei o que posso e o quanto posso. Deram-me um microfone, mas sem pilhas não funciona. Estou aguardando o aumento, Senhor. governador para comprar as pilhas, já que  se esqueceram de enviá-las junto com os demais acessórios.
 
Continuo sem controlar a voz, muitas vezes minha amiga, vem até a porta da sala e pede-me que fale mais baixo para que eu não fique mais uma vez em silêncio. Puxa trabalhar com turmas do ensino fundamental II, falando baixinho: IM-POS-SÍ-VEL!

Hoje voltei mais uma vez para a fonoaudióloga, e ela questionou  porque  a voz está rouca, quais os abusos eu havia cometido - Ah, doutora, Socorro, é o meu trabalho que me deixa assim: SEM FALA.

Apesar de todos os pesares, sou muito feliz por ser a Professora Luiza Pinto Moura. Obrigada, meu Deus! Obrigada, Profª  Mercês!

Profª Luiza Pinto Moura
" Educar é ensinar a pensar" (Sócrates)

segunda-feira, 5 de março de 2012

SER PROFESSOR - LUIZA PINTO MOURA

Ser professor é encontrar salas superlotadas
Plantar alí a semente da união
Colher muitas tempestades
E alimentar muita criação

Ser professor é acreditar no futuro da nação
com jovens brilhantes e importantes,
 Mas que  não sejam frutos,
  Apenas da nossa imaginação 

 Ser professor é realizar mudanças
Que a colheita dará certo
Para uma próxima geração
Luiza Pinto Moura, Março 2012

domingo, 4 de março de 2012

HEITOR VILLA-LOBOS - 125ºANOS DE NASCIMENTO

 
Heitor Villa-Lobos (Rio de Janeiro, 5 de março de 1887 – Rio de Janeiro, 17 de novembro de 1959) foi um maestro e compositor brasileiro.
Destaca-se por ter sido o principal responsável pela descoberta de uma linguagem peculiarmente brasileira em música, sendo considerado o maior expoente da música do modernismo no Brasil, compondo obras que enaltecem o espírito nacionalista, ao qual incorpora elementos das canções folclóricas, populares e indígenas.