quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

A PAZ...


Quimera, não é um lugar,
Outrora fosse então...
Seria fácil encontrar.

Também não é uma imposição,

Aquilo que parece imposto;
Subjuga a posição.
Antes fosse a paz somente um altar,

Lançaríamos oferendas de amor
E divinamente estancada a dor,
Seria de todo o coração,
Pelo bem que ela nos faz!

Mas, a paz é como uma flor,
Quem a deseja colher;
Primeiro tem que plantar...

Veremos crescer com amor,
Para depois colhermos os frutos que ela nos traz,
Assim nos seja a paz!
O fruto de nosso amor.
César Moura

HOJE A FESTA É SUA, HOJE A FESTA É NOSSA - DONINO






NÓS QUE FAZEMOS A ESCOLA PROFESSOR DONINO DESEJAMOS A TODOS UM FELIZ 2011!
(Profª Luiza Pinto Moura)

DONINO SEMPRE DONINO

Aconteceu ontem, na Quadra do Colégio Diocesano, a Conclusão do Ensino Médio da Escola Professor Donino, tendo com padrinhos da turmas os professores: Robervânio, Ivania e Maria José.

Os alunos foram recepcionados pelo diretor, professores e familares.Escolheram como patronos das turmas , os Vereadores José Lopes e Fernando de Serra dos Ventos, compondo a mesa com o Diretor Agrinaldo Carneiro, a secretária Edite Alves e professores homenageados.

A apresentação formal dos alunos ficou a cargo do professor Marcelo, que os conduziu em grande estilo, para serem homenageados pelos padrinhos.Logo em seguida dançaram a valsa e receberam os cumprimentos dos que fazem a Escola professor Donino.

Finalmente, o momento de confraternização com amigos e familiares ao som de belas músicas.Parabéns a todos pela Festa tão linda, parabéns a vocês alunos que acreditaram.

"Quando o homem quer, a terra se torna fértil e a colheita torna-se gratificante."
(Luiza Pinto Moura)

(Profª Luiza Pinto Moura, Dezembro,2010)

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

RIO DE PAZ


Nascente na dor
No vale do amor
Lágrimas que na margem se desfaz...

Rio de paz enterra uma flor

Que ao vê-la neste vale
Sucumbir sem nenhum valor
Causa tristeza e rancor
Pela alegria que jaz nos braços do ente...

O pobre sofredor.

O pai da alegria sofre
Ao ver fugir a esperança
Nesta violência desvairada,
Alvejada em disparada
Pelo sangue que segue na calçada
Desaguando no rio de paz...

Por favor! Atirem em nós
Apenas sementes de amor,
Alegria sem devaneio
Desespero no passeio,
Não é festim que atiram em nós...

As flores que de todo este desespero sobrevivem
Seguem o rio chorando,
Fazendo o seu apelo pela paz...

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

FAÇA PAZ


Os homens donos da terra
Da terra por Deus prometida
Nessa terra garantida
O tempo hoje se encerra

Escutem meus lamentos
Pois estes vêm ponteados
Um em outro atrelados
Figuras de passamentos

Sou um poeta rogante
Poeta por vez amante
Matuto que não tem “maliça”

Exclamei aos quatro cantos
Peço por todos os santos

Faça a paz, tenha justiça.


domingo, 26 de dezembro de 2010

SE EU PUDESSE





Se eu pudesse ter o dom transformar o mundo
Eu transformaria em motivo de paz

Se eu pudesse ter o dom de ser contra o preconceito
Eu transformaria os corações dos homens

Se eu pudesse não existiria brancos, pardos, índios, negros, outros
Eu os os designaria criaturas de Deus
Unidos como irmãos

Se eu pudesse acabaria a destruição das florestas, dos animais, da raça humana
Eu faria réplicas na terra das coisas que o homem iria preservar

Se eu pudesse encheria o coração dos homens de amor e palavras do Senhor
Eu teria o dom da profecia e profetizaria união entre os povos.

Ah! Se u pudesse...

(Luiza Pinto Moura, Dezembro de 2010)
Publicado no Jornal Mundo Jovem, Janeiro 2011

SEM DEUS NADA SOMOS

Pensa em Deus, refugia-te em Deus, espera por Deus e confia em Deus, porquanto, ainda mesmo quando te suponhas a sós, em meio de tribulações incontáveis, Deus está conosco e com Deus venceremos.

sábado, 25 de dezembro de 2010

PRECE DE NATAL


Senhor!
Tantas luzes de ambição
desamor e indiferença
brilham nos olhos meus!
- Onde está a Estrela Guia?

Senhor!
Tanto luxo e cobiça
expõem-me as vitrines da vida
tanta oferta de berço de ouro...
- Onde está a manjedoura com palha?

Senhor!
Tantos magros vassalos
presenteando-me com mãos sujas
lamas com brilhantes...
- Onde estão: Gaspar, Baltazar e Melquior?

Glórias à multidão violenta
que faz parte de todos os meus eus!
- Onde estão os homens de boa vontade?

Nos meus eus compelidos, perdidos
divididos num conflito
de mim mesma mais serena?
de mim mesma mais pessoa?
de mim mesma mais cristã?

Senhor!
Na esperança de nasceres mais uma vez
faze-me ouvir minha voz
em união a um coro de anjos:
- Tu és Caminho, Verdade e Vida!


Ione Jaeger
Novo Hamburgo - RS

http://www.pucrs.br/mj/poema-natal-34.php

(Luiza Pinto Moura, Dezembro,2010)

TODO DIA É DIA DE NATAL


Natal nascimento de Jesus
Sim, natal é o seu nascimento

Natal é o resplandecer de sua luz
Nascendo a todo o momento

O Rei que nasceu numa manjedoura
É o mesmo que nasce no coração
De uma humanidade pecadora
De quem pede seu perdão

Todo dia é natal pelo seu nascimento
Todo dia há alegria e luz
Pelo alívio que nos dá em nosso sofrimento
Quando aceitamos Cristo Jesus

Deixe Ele nascer em seu coração
Todos os dias do ano em sua vida
E terás uma grande contemplação
Jesus sarar sua ferida

Doe seu coração, espírito e alma
Ao Rei que deixou sua glória por você
E goze de amor, paz e calma

Que o natal traz para você.

Débora Helena Ferreira Dourado
Jacareí - SP

(Luiza Pinto Moura, Dezembro,2010)

sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

NUMA MANJEDOURA


A estrela apontava
Que rumo seguir
Lá estava o Salvador

Nasceu numa manjedoura,
Com muito carinho e afeto
Recebeu a visita dos Reis Magos

Os seus pais Maria e José
Ela, dona de casa
Ele, carpinteiro

Veio assim o Menino
Que deram o nome JESUS
Chamado O Nazareno

Aos doze anos
Pregava nas sinagogas
A pedagogia do Amor

Aos doutores, aos sábios,
Aos humildes e a todos
Todos que o escutasse.

Apenas o que
O ensinara
"Amai-vos uns aos outros como eu vós amei"
Essa era a vontade do Pai.

Mas os homens O sacrificaram
Numa Cruz de madeira foi pregado

Apenas porque queria
Tirar o pecado do Mundo
E o seu nome era Jesus de Nazaré.

Permita que Ele adentre a vossa casa
O abrigue no coração
Essa é a melhor lição.
Luiza Maria da Silva Pinto Moura
Belo Jardim - PE
http://www.pucrs.br/mj/poema-natal-50.php



Feliz Natal e Boas Festas são os votos de Luiza Moura e família!

Muita Paz!

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

É Natal!
Paz na terra aos homens de boa vontade

É Natal!
Quero paz de mãos se encontrando

É Natal!
Que nenhuma criança seja MAIS uma vítima do abandono

É Natal!
Que ninguém em nosso país, no mundo,
na terra Durma de barriga vazia...
de pão ou qualquer alimento,
mas também de afeto ou palavra de conforto...

É Natal!
Quando já não existir negros,
pardos brancos ou amarelos,
mas criaturas de Deus

É Natal!
Que todos os povos encontrem a harmonia
no Cristo Jesus

É Natal!
Quando não apenas existir a árvore, a ceia...
Mas a fraternidade e o amor entre as Nações

É Natal!
Quando o homem perdoa seu irmão...

É Natal!
Que o Cristo Jesus esteja sempre em nossos corações,
não apenas porque é NATAL!

É Natal!
Antes da festa...
O mais importante é o aniversariante.
"O Amor de Cristo, nos uniu".
Amém!



Luiza Maria da Silva Pinto Moura Belo Jardim - PE

http://www.pucrs.br/mj/poema-natal-tempo-de-reconciliacao.php

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

ESPERA EM ORAÇÂO


Acendei as lâmpadas,
o Senhor está para chegar,
seus servos o esperam
voltando de suas núpcias.
Não vacilemos,
não tenhamos dúvidas,
vigiemos portas e janelas,
o imprevisto é traiçoeiro.
Preparemo-nos para o Senhor,
que chega de braços abertos
com glória e poder
aos caminhos certos.
Levantemos do chão
deixemos a infidelidade,
pois só Ele tem a realeza
e o aguardemos em oração.
O Deus justo ama a justiça
sem desprezar ninguém,
acolhe a todos no coração
e a sua face muitos verão.


Gerardo Lima
Fortaleza - CE
http://www.pucrs.br/mj/poema-natal-45.php

(Luiza Pinto Moura, Dezembro,2010)

segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

A ARTE DE AMAR

Quem somos nós
para excluirmos os irmãos
do convívio social?
Se alguém não tiver pecado
atire a primeira pedra
ou deixe o julgamento
ao arquiteto universal.

O sol quando desponta
não faz distinção
seus raios iluminam
a primavera, o outono,
o inverno, e também
o verão.

Cristo se fez homem
e habitou entre nós
falou de um reino
que não é deste mundo
mas o povo prefere o efêmero
a ouvir o eco de sua voz.

A exclusão
seja ela qual for
é o pior dos preconceitos
os homens esquecem as virtudes
e só apontam os defeitos,
mas ainda há tempo
de revertermos o placar
viveremos em harmonia
se cultivarmos a ARTE DE AMAR.


Luiz Carlos Beça
Magda - SP

http://www.pucrs.br/mj/poema-natal-46.php

(Luiza Pinto Moura, Dezembro,2010)

domingo, 19 de dezembro de 2010

CHICO XAVIER - SEM COMENTÁRIOS

QUIMERA DE CRIANÇA

Estrela a brilhar, criança a sorrir
O Natal vai chegar
todos vão se unir.
É uma festa tão bela de amor e paz
é uma pena que com o tempo,
o próprio tempo a desfaz.
Ainda me lembro de quando era uma criança e
ficava acordada cheia de esperança.
O meu sapatinho ficava à janela
para que o bom velhinho
não se esquecesse de mim.
A idade passou, a fantasia acabou,
porém a saudade ficou.



Dr. Jocarlos Gaspar
Duque de Caxias - RJ

http://www.pucrs.br/mj/poema-natal-49.php

(Luiza Pinto Moura, Dezembro,2010)

sábado, 18 de dezembro de 2010

CAPOEIRISTAS - ASSOCIAÇÃO VIDA JOVEM DE CAPOEIRA BELO JARDIM













CONFRATERNIZAÇÃO DO GRUPO DE CAPOEIRA DO BAIRRO SANTO ANTÓNIO, APRESENTANDO-SE NA AV. SIQUEIRA CAMPOS EM BELO JARDIM, NA COORDENAÇÃO MESTRE ZÉ DO BOLA

Ao cair da tarde os jovens e seus mestres seguiram em caminhada do Bairro Santo António,fazendo desse momento um desfile de Capoeristas. Em seguida fizeram uma bela apresentação com todos os gingados da Capoeira, cantando e dançando no Largo da Siqueira Campos.

Uma festa muito bonita onde aqueles participantes mostravam suas habilidades e leveza e desenvoltura na Arte que transcende tantos anos no Brasil.

Outros grupos também vieram prestigiar e participar desse evento único em nossa cidade, que segundo ao Ms. Zé do Bola, só no próximo ano é que o grupo realizará
mais algumas apresentações.

(Luiza Moura, Dezembro,2010)

MEU PRESENTE DE NATAL


Meu presente de Natal
é tão belo e diferente ,
que jamais se encontrará
em lojas que vendem presentes.

Ele é fácil de fazer
e não precisa dinheiro ,
é uma árvore de Natal
com presentes verdadeiros.

Na ponteira tem uma estrela
que brilha mais do que ouro,
é a estrela da AMIZADE
presente maior que tesouro.

Minha árvore é toda enfeitada
com os mais belos sentimentos,
que transformam nossas vidas
nos mais puros e belos momentos.

Festões dourados de AMOR
que com o CARINHO e a BONDADE misturados,
dão um toque de suavidade
aos nossos sonhos e anseios ,
de PAZ para a humanidade !

Florzinha
JP - PB - Brasil
29/11/06

Socorrinha Castro

Publicação: www.paralerepensar.com.br

(Luiza Pinto Moura, Dezembro,2010)


sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

DONINO - DESPEDIDA DA 8ª SÉRIE B 2010












PRECE DE NATAL

Não permite, Senhor,
que as crianças peçam esmolas
neste Natal!
Enxugue a lágrima da mãe
cujo filho não voltou,
sara as dores do mal,
sensibilize
aquele que abandonou...
Que os homens entendam
o significado da estrebaria,
como símbolo de humildade,
amor, comunhão.
Ouve, ó Senhor,
as nossas orações,
que a mensagem dos anjos
domine os corações.

Ivone Boechat
(Luiza Pinto Moura, Dezembro,2010)



quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

POEMA DE NATAL


Natal... Na província neva.
Nos lares aconchegados,
Um sentimento conserva
Os sentimentos passados.

Coração oposto ao mundo,
Como a família é verdade !
Meu pensamento é profundo,
Estou só e sonho saudade.

E como é branca de graça
A paisagem que não sei,
Vista de trás da vidraça
Do lar que nunca terei!

(Fernando Pessoa)

(Luiza Pinto Moura, Dezembro,2010)

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

POEMA DE NATAL


Para isso fomos feitos:
Para lembrar e ser lembrados
Para chorar e fazer chorar
Para enterrar os nossos mortos —
Por isso temos braços longos para os adeuses
Mãos para colher o que foi dado
Dedos para cavar a terra.
Assim será nossa vida:
Uma tarde sempre a esquecer
Uma estrela a se apagar na treva
Um caminho entre dois túmulos —
Por isso precisamos velar
Falar baixo, pisar leve, ver
A noite dormir em silêncio.
Não há muito o que dizer:
Uma canção sobre um berço
Um verso, talvez de amor
Uma prece por quem se vai —
Mas que essa hora não esqueça
E por ela os nossos corações
Se deixem, graves e simples.
Pois para isso fomos feitos:
Para a esperança no milagre
Para a participação da poesia
Para ver a face da morte —
De repente nunca mais esperaremos...
Hoje a noite é jovem; da morte, apenas
Nascemos, imensamente.

(Vinícius de Morais)

(Luiza Pinto Moura, Dezembro,2010)

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

ASA BRANCA


Quando olhei a terra ardendo
Qual fogueira de São João
Eu perguntei a Deus do céu, ai
Por que tamanha judiação

Que braseiro, que fornalha
Nem um pé de plantação
Por falta d'água perdi meu gado
Morreu de sede meu alazão

Até mesmo a asa branca
Bateu asas do sertão
Então eu disse adeus Rosinha
Guarda contigo meu coração

Quando o verde dos teus olhos
Se espalhar na plantação
Eu te asseguro não chores não, viu
Que eu voltarei, viu
Meu coração

Hoje longe muitas léguas
Numa triste solidão
Espero a chuva cair de novo
Para eu voltar pro meu sertão

Quando o verde dos seus olhos
Se espalha na plantação
Eu te asseguro
Não Chores não, viu?
Que eu voltarei, viu meu coração.

http://www.vagalume.com.br/luiz-gonzaga/asa-branca.html#ixzz17yxhlofc

domingo, 12 de dezembro de 2010

NUMA MANJEDOURA


A estrela apontava
Que rumo seguir
Lá estava o Salvador

Nasceu numa manjedoura,
Com muito carinho e afeto
Recebeu a visita dos Reis Magos

Os seus pais Maria e José
Ela dona de casa
Ele carpinteiro

Veio assim o Menino
Que deram o nome JESUS
Chamado O Nazareno

Aos doze anos
Pregava nas sinagogas
A pedagogia do Amor

Aos doutores, aos sábios,
Aos humildes e a todos
Todos que o escutasse.

Apenas o que o ensinara
"Amai-vos uns aos outros como eu vós amei"
Essa era a vontade do Pai.

Mas os homens o sacrificaram
Numa Cruz de madeira fora pregado

Apenas por que queria
Tirar o pecado do Mundo
E o seu nome era Jesus de Nazaré.

Permita que Ele adentre a vossa casa
O abrigue no coração
Essa é a melhor lição.


PARABÉNS AOS FORMANDOS 2010!


"Não há saber mais ou saber menos. Há saberes diferentes"
(Paulo Freire)