domingo, 6 de janeiro de 2013

BEBO ( desculpas de um bêbado) - LUIZA PINTO MOURA


Já bebi aos amigos
Já bebi a sociedade
Hoje já não tendo a quem beber
Bebo a mim próprio
Beijo a borda desse copo
Já que não posso beijar
Os lábios da mulher amada
Já se passaram anos
Já se passou uma vida
E eu aqui neste botequim
A espera de uma decisão
Então bebo a mim próprio
Na desilusão de uma paixão
Luiza Pinto Moura, Janeiro, 2013